O quanto vale a sua felicidade...

$$ Se você quiser o Maximo...
Vai ter que pagar o preço Maximo...
Não é trágico morrer...
Fazendo o que se gosta $$

terça-feira, 6 de abril de 2010

LIDANDO COM AS FERIDAS NÃO TRATADAS

Ainda no clima da semana santa vamos lidar com as feridas na alma

Como tem amiga minha mal compriendida pelo seu parceiro
será que os homens não sabem mais lidas com as mulheres sem as feri-las
Você sabia que no Antigo Testamento um sacerdote
não podia servir na casa de Deus se ele tivesse uma ferida?
(Ver Levítico21:20).
Por quê?
Porque quando você tem uma ferida
você não está em condições de igualdade com as outras pessoas.
Você não pode se aproximar delas porque podem esbarrar em você
e arrancar sua casca protetora.
Você não está na sua melhor forma porque a dor está minando a sua força.
Tem medo de falar sobre a sua ferida por medo de que as pessoas o rejeitem,
então você usa uma máscara, vive uma vida dupla e passa a ser inseguro e controlador.
E o que é pior, você fica tão ocupado trabalhando para Deus e cuidando dos outros
que acha que não tem tempo de parar e cuidar de si mesmo.
A Bíblia diz:
”Médico, cura-te a ti mesmo!”
Lucas 4:23
Isto significa que as pessoas que têm problemas não podem trabalhar para Deus?
Não, muito pelo contrário!
São os quebrantados que se tornam mestres em consertar.
Mas primeiro você precisa dedicar tempo para ser curado.
Jesus disse que quando um cego guia outro cego ambos caem na vala
(ver Mateus 15:14).
É difícil falar sobre vitória com os outros quando você mesmo está vivendo em derrota.
É difícil trazer cura emocional aos outros quando ainda batalhando
com os problemas não resolvidos do seu passado.
Quando ainda está sangrando, você não pode tratar dos problemas
das pessoas com o mesmo tipo de fé agressiva que teria se já tivesse lidado com o problema.
É errado ter um coração ferido?
Não, mas é errado não tratar dele.
Portanto, passe tempo com Deus
e deixe que Ele o torne são
para usá-lo para ministrar mais eficazmente aos outros.
E levar alegria e prazer a quem frequenta sua vida ...

3 comentários:

  1. Oie! José, é falar sobre nossas feridas é um pouco complicado por que nem sempre queremos que outras pessoas saibam que as temos e ai já viu esconde daqui, cobre dali nossa vira uma enrrolação credo, o certo é cada um que cuide de sua vida que já esta de bom tamanho. beijosss amigo até a proxima.

    ResponderExcluir
  2. oi José

    Esse realemente foi o melhor post que eu vi aqui.Quando o coração está ferido só mesmo Deus e o tempo para cura-lo.

    Lembrei-me de uma linda do livro Pássaros Feridos, da autora Colleen McCullough:

    "Existe uma lenda acerca de um pássaro que só canta uma vez na vida, com mais suavidade que qualquer outra criatura sobre a terra. A partir do momento em que deixa o ninho, começa a procurar um espinheiro-alvar, e só descansa quando o encontra. Depois, cantando entre os galhos selvagens, empala-se no acúleo mais agudo e mais comprido. E, morrendo, sublima a própria agonia e despede um canto mais belo que o da cotovia e o de rouxinol. Um canto superlativo, cujo preço é a existência. Mas o mundo inteiro pára para ouvi-lo, e Deus sorri no céu. Pois o melhor só se adquire à custa de um grande sofrimento ... Pelo menos é o que diz a lenda. O pássaro com o espinho cravado no peito segue uma lei imutável; impelido por ela, não sabe o que é empalar-se, e morre cantando. No instante em que o espinho penetra não há consciência nele do morrer futuro; limita-se a cantar e canta até que não lhe sobra vida para emitir uma única nota. Mas nós, quando enfiamos os espinhos no peito, nós sabemos. Compreendemos. E assim mesmo o fazemos. Assim mesmo o fazemos".

    Acho que não há mais nada a dizer...


    Milhões de beijos

    ResponderExcluir
  3. Retificando:

    Lembrei- me de uma lenda*

    ResponderExcluir

Agradeço por sua Visita Volte Sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...